Obama: “O BlackBerry vem comigo”. Será?

© Doug Mills Barak Obama leva seu BlackBerry para a Casa Branca. O celular entra ou sai?

© Doug Mills - Barak Obama leva BlackBerry à Casa Branca. O celular entra ou sai?

Ok, Barak Obama já assumiu o cargo. Todos viram, leram e ouviram sobre sua posse em Washington. No primeiro dia, sua agenda já está lotada. Mas a pergunta que não quer calar: o BlackBerry vai ou não vai frequentar o Salão Oval?
Em tudo quanto é canto, discute-se se o seu BlackBerry será totalmente encriptado, terá segurança total (alguém aí acredita em duendes ou gnomos?).  Mas a questão é a seguinte: o presidente Obama está determinado a levar o seu smartphone para a Casa Branca. Gostem ou não.

Para um sujeito que passou sua candidatura plugado na rede, com notebook a tiracolo e celulares nas mãos, fazendo campanha por redes sociais, como Facebook e Twitter, em busca de eleitores, como impedi-lo (o homem mal assumiu e entrou no ar um site novo da Casa Branca.E com direito a blog)? Afinal, a segurança do presidente vai ou não vai conseguir driblar as supostas e eventuais invasões ao seu celular?

Enquanto isso, espalha-se por aí que seu novo BlackBerry será mais poderoso ainda, com recursos de GPS e tudo mais. As frases “onde há fumaça há fogo” e “o povo aumenta, mas não inventa” cabem bem nesse arsenal de diz-que-não-diz.

Na Wired, saiu que Obama teria afirmado em entrevista a CNN: “Eu quero mais do que a informação das pessoas que trabalham diretamente comigo, quero mandar e receber mensagens sobre o que acontece na América”.

Também rolou na web que assim que Obama começasse a dar expediente, o Serviço Secreto forçaria o presidente a abrir mão de seu BlackBerry. Isso porque, teoricamente, qualquer hacker poderia invadir seu aparelho e obter informações confidenciais, entre elas sua localização.

A frase “Deixa o homem ficar com seu BlackBerry”, uma tradução livre para
“Let the man have his BlackBerry.”, foi cravada por John D. Podesta, um dos assessores de Obama, que vem trabalhando com o homem antes das eleições. Quer mais argumentos do que a importância de estar conectado? Só lendo o texto de Podesta.

No Globe and Mail, saiu que o celular de Obama seria um 8830. A conferir.

Enquanto isso…, o serviço secreto proíbe que um presidente carregue qualquer tipo de celular. Sem falar na lei que dita o seguinte: emails de todos os presidentes devem ser gravados e podem vir a ser públicos, se necessário.

Mesmo assim o home é duro na queda. Apesar das questões de segurança, é provável que ele leve o seu BlackBerry para o Salão Oval.

Afinal, Obama deve ficar com o seu BlackBerry? Vote a favor, contra ou muito pelo contrário.

Essa história volta depois de um post lá do PicturaPixel, capitaneado pelo navegador Claudio Versiani.
Addendus
E não é que Obama já violou uma das regras básicas impostas por George W. Bush para adentrar o Salão Oval? Tirou o paletó. Nada como começar quebrando regras. Deu no G1.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Uma resposta para “Obama: “O BlackBerry vem comigo”. Será?

  1. Isso me faz lembrar do Sarkosy(França), que não larga seu smarfone tb…